sexta-feira, março 02, 2012

os portugueses não sabem poupar


O problema de Portugal não é da crise, é dos portugueses, que gastam sempre mais do aquilo que têm. Não sabem poupar, só sabem gastar e viver à grande. Essa é que é essa. Ninguém sabe o que o dinheiro custa a ganhar porque já ninguém quer trabalhar a sujar as mãos. Isto precisava era dum Salazar. Ou dois, a ver se o pessoal atinava.
Exemplos não faltam. Podia falar aqui dum tipo que conheci hoje, que anda a pagar um carro desportivo ao banco e depois não tem dinheiro para comer, mas a verdade é que ainda há pior. Há muito por aí quem gaste o dinheiro todo em comida e depois não tem dinheiro para medicamentos. Ou vice-versa, claro.
Por isso mesmo é que eu hoje não fui capaz de me controlar. Vi um gajo a pedir na baixa da cidade, de mão estendida, a dizer que tinha fome. Mas uns minutos antes eu tinha-o visto a gastar balúrdios de dinheiro na farmácia. Para que é que ele comprou tantos medicamentos se nem dinheiro para comer tem? Isto precisava era dum Salazar. Só lhe disse isto: "Andas a esbanjar com uma mão e a pedir com a outra".
É como o meu vizinho de cima, que ontem estava a dizer na reunião de condomínio que não tem dinheiro para pagar as prestações da casa. Atirei-lhe logo à cara que me farto de o ver chegar a casa com sacos e sacos de pão e leite. Aquilo é quase todos os dias uns dois pães e um litro de leite. A esbanjar assim dinheiro, é claro que não pode pagar a casa. Burro! Poupasse. Até para a filha dele, que tem dez anos mas já  parece ter pelo menos doze, ele compra leite. Não se sabe governar.
O nosso presidente é que tem razão. A ver se ele, apesar de ter uma reforma pequena, não vive bem. Claro que vive. É poupadinho. Sei eu de fonte segura que ele poupou alguns milhares de euros no BPN. Ele e outros amigos dele, também poupadinhos e bem vestidinhos. Ainda eram novos e, mal começaram a trabalhar, começaram a poupar. O Dias Loureiro e o Duarte Lima, por exemplo. Homens trabalhadores e não desses que usam brinquinhos e só querem é beber, comer e tomar medicamentos.
Qual crise, qual quê! Vejam mas é se apanham juízo e poupem enquanto podem. Nunca leram a história da cigarra e da formiga?! Ah! Pois é. Agora, pessoal a esbanjar tudo o que ganha em caixas de Prozac, pão de mistura e leite do Continente é que não pode ser. Quem vos avisa, vosso amigo é. Se não fosse eu...

3 comentários:

Josh Gottam disse...

E quando começar a faltar o dinheiro, que vai acontecer, ele, o PM vai criar 1 imposto para a respiração, com taxa fixa!

PS: já reparaste nas novas taxas na fatura da EDP?! Um mimo...

bagaco amarelo disse...

josh gottam, estou a pensar comprar velas. :)

Anónimo disse...

Os portugueses sabem poupar, exencialmente aqueles que não têm muito, eu por exemplo poupo mas no final do mês quando olho para a carteira esta vazia porque será?

Ja reparei que quando registo as despesas posso chegar ao final do mês e não ficar muito desanimado, pois sei que foi uma despesa pontual au algo parecido.

Tambem já pensei em velas, no entanto para conseguir ler de certeza que vou necessitar mais do que uma vela e apenas me dará para uma noite se calhar a luz é mais barata neste caso.

Saber poupar tem a sua ciencia, não é por acaso que as empresas têm departamentos especificos para aliciar ao consumismo (publicidade)

Viste o meu BLOG
http://bestaccessexpert.blogspot.pt/2012/03/exemplo-acompanhamento-de-vencimentos.html