segunda-feira, dezembro 24, 2012

sexta-feira, novembro 23, 2012

"A infância de Jesus" altera presépio

O padre António, da localidade de Venda das Pulgas, em Mafra, lançou um novo livro recentemente chamado "A Infância de Jesus". Nele, reafirma a virgindade da vaca e diz que Maria nunca fez parte do presépio. Na verdade, o próprio Jesus também não.
Em entrevista exclusiva à Caganita, diz que a vaca era virgem de certeza, assim como muito provavelmente o burro. "É que olhando assim de lado para eles, aquilo não dá vontadinha nenhuma", conclui. Já quanto a Jesus e a Maria, o padre António diz que nunca existiram no presépio. "Se eles tinham casa, porque é que raio a mulher ia ter o puto numa manjedoura?", perguntou.
O autor deste livro revelação desconfia ainda que de virgem a Maria não tinha nada. Para ter a certeza, andou por todos os hospitais do país a perguntar às mulheres grávidas se eram virgens e, ao que parece, não encontrou nem uma. "Começo a pensar que isso não é mesmo possível!", disse.
Já depois da sessão de apresentação ter terminado, e enquanto bebíamos o décimo copo de vinho para descontrair o ambiente, o pároco teve ainda um pensamento dedutivo revelador: "As vacas são sagradas na Índia, às tantas é por isso, por serem virgens. Que merda! Se fosse agora tinha posto isso no livro... hic!".

quinta-feira, novembro 22, 2012

segunda-feira, setembro 24, 2012

poltergeist


A Caganita descobriu o motivo pelo qual o Ministro Álvaro Santos Pereira tem um ar palerma e, ao contrário do que a maior parte dos portugueses possa pensar, não é por ser palerma. Pelo menos foi o que ele nos disse e, a acreditar no homem, a verdade é aterradora.
"Este ar de assustado, e não de palerma, surge pelo facto de estar constantemente a presenciar fenómenos paranormais conhecidos por Poltergeist", disse-nos o próprio. Poltergeist (do alemão polter, que significa ruído, e geist, que significa espírito) é o nome dado ao fenómeno sobrenatural que se caracteriza pela deslocação de objectos sem a intervenção humana, sendo por isso atribuído aos espíritos, e Álvaro Santos Pereira garante que já não sabe o que fazer perante tanta actividade paranormal à sua volta.
O nosso repórter, tão corajoso quanto curioso, solicitou ao Ministro das Finanças que lhe permitisse também assistir a esses acontecimentos estranhos, para assim poder relatá-los neste órgão de informação. Esteve cerca de quatro horas perto dele e não assistiu a um único, mas verificou que o ar assustado de Álvaro Santos Pereira se mantinha.
Foi quando ele finalmente se pôs aos gritos e apontou para os elevadores da Assembleia da República.

- Estás a ver?! Os elevadores andam sozinhos para cima e para baixo e ainda por cima com pessoas lá dentro.

quarta-feira, agosto 22, 2012

Bastinhas portátil

"Esquerdistas de merda. São a favor de abortos, drogas e maricas e ainda têm coragem de criticar uma tradição que tanto orgulha os portugueses"
Joaquim Bastinhas, in "Facebook"


Eu gostava de ter um Bastinhas portátil, daqueles que dão para levar para todo o lado. Principalmente no trânsito e no futebol, acho que o usava sempre. Quando fosse preciso carregava-lhe no ON e ele fazia o trabalho todo por mim. Imaginem, por exemplo, que querem chamar filho da puta a um árbitro ou labrego ao lento condutor que empata o trânsito à vossa frente, mas não podem porque os vossos pais vos ensinaram a não dizer asneiras. Usem um Bastinhas e ficam com o problema resolvido.
A maior vantagem de ter um Bastinhas portátil é que podem ofender tudo e todos sem sequer argumentar. Por exemplo, neste caso ele consegue ofender ao mesmo tempo os que defendem ideais de esquerda, as mulheres que já optaram pela interrupção voluntária da gravidez, os que gostam de fumar cannabis e os homens homossexuais. Tudo numa só frase e sem um único argumento. É essa a maior vantagem dum Bastinhas portátil. para além de fazer o que se lhe pede, é rápido e económico.
É claro que o que lhe falta em argumentos sobra-lhe em motivação. Eu percebo-o. Há um motivo maior por trás disto tudo: a tourada, aquele desporto em que um homem tenta demonstrar a um touro que é mais inteligente do que ele. Normalmente consegue, embora algumas vezes falhe.
É outra coisa, aliás, que podem fazer com um Bastinhas portátil, colocá-lo em frente a um touro e ficar a ver. Vão assistir a esse acontecimento prodigioso que é ver um ser humano a gritar repetidamente "Olé!" a um animal de quatro patas. 
Se não tiverem um Bastinhas portátil, não se preocupem. Podem sempre passar no Alentejo onde, apesar de ser a região portuguesa com mais esquerdistas de merda, é também aquela onde há mais touradas. Pagam o bilhete e podem ver uns gajos vestidos de maricas, com ar de quem engoliu meio quilo de drogas sintéticas a tentar que um touro corra atrás deles para lhe espetarem umas cenas com bandeiras coloridas. Depois o touro morre, mas isso é apenas um pormenor.
Eu gostava de ter um Bastinhas portátil.

quarta-feira, agosto 01, 2012

Associação Portuguesa para Parecer que Tudo Está Assim Assim

(clicar na imagem para ler, ou então não)

Aqui a redacção da Caganita não tem trabalhado muito, é verdade. Por um lado porque os seus colaboradores, que estavam todos a recibos verdes, foram dispensados após uma tentativa imoral de alteração da política editorial; por outro lado porque os estagiários sem remuneração que estão actualmente a substitui-los não estão motivados para trabalhar, sabe-se lá porquê.
É revoltante, em Portugal ninguém quer trabalhar. Alguns nem de graça o fazem. É incrível. Se calhar vamos ter que os dispensar também e começar a cobrar a quem quiser vir para cá trabalhar. Na verdade já nem dinheiro para a conta de água temos. Ainda há bocado quis lavar as mãos, depois de ter feito um sólido resíduo em tons de pastel de bacalhau, e não pude. Agora estou para aqui a escrever e a sujar o teclado deste computador que era da tia de um desses funcionários dispensados.
De qualquer maneira, como disse o próprio Pedro Passos Coelho, há que saber transformar os problemas em oportunidades. E nós sabemos. Encontrámos em Aguiar da Beira um líder incontestável que sabe como é que a água pode ficar barata de um dia para o outro. Basta, diz ele, compará-la com os telemóveis. Depois de muito pensar, aqui na Caganita decidimos torná-la ainda mais barata, comparando-a com um Rolls Royce e uma viagem a Marte.
Estamos a falar, evidentemente, do senhor presidente da Câmara Augusto Fernando Andrade, que propomos venha também a ser presidente da Associação Portuguesa para Parecer que Tudo Está Assim Assim. O primeiro objectivo da associação será, em princípio, que se comece a comparar a taxa de desemprego em Portugal com a taxa de pessoas vivas que respiram, garantindo que a primeira será muito mais baixa. Viva Augusto Andrade, viva a APPPQTEAA!

quinta-feira, maio 24, 2012

pinguins

Recebemos da  APVNCNAMMMN, um comunicado oficial que passamos a transcrever:

A  APVNCNAMMMN - Associação Pela Vida Normal Cuja Normalidade é Aquela que é Mesmo, Mesmo, Mesmo Normal, vem por este meio indignar-se e contestar a anunciada decisão do Jardim Zoológico de Madrid de dar um ovo a dois pinguins gays para o chocarem.
Os jardins zoológicos são visitados por crianças e, assim, está-se a dar um exemplo terrível às novas gerações do que pode ser uma estrutura familiar equilibrada. O normal é cada pinguim ter um pai pinguim e uma mãe pinguim. Não ter dois pais pinguins, como neste caso o são o Inca e o Rayas.
A  APVNCNAMMMN propõe assim que tanto um como o outro pinguim sejam sujeitos a uma terapêutica anti-homossexual, que passará pela separação de ambos e pelo fornecimento de revistas com pinguins fêmeas nuas a cada um, e não venham com a história de que nesse zoo já há pinguins fêmeas nuas, porque nós sabemos isso muito bem. Sabemos também é que é muito mais excitante vê-las em revistas. O nosso presidente, por exemplo, que por acaso até sou eu, também prefere revistas de nudez do que a nudez em si. Por isso é que compra revistas de animais todas as semanas, principalmente de coelhos.
Mas o que é mesmo importante é proteger as crianças, por isso exigimos que o ovo seja entregue ao casal de pinguins Marta e Filipe, aquele cujo pinguim macho está sempre a dar bicadas e pauladas na fêmea. Aliás, até pode ser que lhes faça bem ter um pinguim pequenino para criar.

Pela  APVNCNAMMMN,
Artur Serôdio
o presidente

sábado, maio 19, 2012

o "coiso" como desígnio nacional



Os portugueses são sempre a mesma coisa. Só sabem dizer mal de quem lhes quer bem. Portugal está perante, sem dúvida nenhuma, o melhor governo de toda a sua História desde 1143, e o que é os portugueses fazem? Dizem mal. É muita sorte termos uma série de governantes que fazem orelhas moucas às críticas e continuam, sem hesitar, esse caminho de coragem e determinação até à... até o... até uma cena fixe mas que agora não importa o que é.
Basta olharmos para a forma como o nosso primeiro-ministro, Passos Coelho, e também o ministro da Economia, Álvaro Santos, enfrentam o flagelo do desemprego. Passos Coelho chama-lhe uma oportunidade, Álvaro chama-lhe um "coiso". Não pode haver melhor estratégia do que mudar o nome do que não gostamos. Em vez de um milhão de desempregados, passamos a ter um milhão de oportunidades e de... "coisos". Está resolvido.
Álvaro Santos, ainda assim, demonstrou estar anos luz à frente do primeiro-ministro ao nível do que deve ser a estratégia nacional para resolver o problema de termos tantas oportunidades em Portugal, chamando a essas oportunidades um...  "coiso". Chamamos "coiso" àquilo a que damos tão pouca importância que nem do nome nos lembramos. Lá está, para não sofrermos com o desemprego basta não nos lembrarmos dele.
Eu até acho que nós, portugueses, devíamos substituir todos os verbos que nos lixam a vida pelo verbo "coisar". Trabalhar e votar, por exemplo, passavam a ser "coisar". Basta fazer um novo acordo ortográfico. Era muito melhor acordarmos todos os dias para ir "coisar" das nove às cinco do que para ir trabalhar, ou então, de quatro em quatro anos, "coisar" em políticos que não fazem mais nada do que... coiso.
E pronto, agora não me "coisem" mais a cabeça que eu já estou a ficar "coiso".

quarta-feira, maio 16, 2012

Médium diz que Passos Coelho está morto

O internacionalmente famoso médium Derec Acorah disse, noticia o JN, que a Maddie McCann está morta. Dereck terá contactado com o espírito de Maddie numa pequena viagem que fez ao mundo do Além, e descobriu também que ela quase a reencarnar noutra criança. "Quando as crianças morrem e ainda não terminaram o seu tempo de vida na Terra, acredito que escolhem o momento para voltar na mesma forma, ou seja, como uma outra criança", disse.
Contactado pela Caganita, Dereck disse ainda que contactou também com o espírito do primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho. Confrontado com o facto do mesmo ainda estar vivo, Dereck afirma peremptoriamente que Pedro Passos Coelho está fisicamente vivo mas morto no cérebro, o que permitiu ao seu espírito fugir para o mundo do Além. "Quando os governantes morrem e ainda não terminaram o seu mandato num país qualquer, acredito que ficam a governar sem cérebro. Só com o corpo", disse.
Ao que parece, e segundo o mesmo médium, o espírito de Pedro Passos Coelho foi encontrado precisamente junto do espírito de Maddie. "Pedro Passos Coelho estava muito chateado porque ambos estavam a jogar ao Pedra-Papel-Tesoura e a Maddie estava a ganhar por 54 - 3", afirmou com um sorriso bem disposto. O espírito do primeiro-ministro terá tido bastantes problemas em perceber as regras do jogo, explicadas insistentemente pelo espírito de Maddie, e por isso estava a perder. "O Pedro levantava sempre a mão uns segundos depois, para poder fazer batotice, mas enganava-se sempre no gesto que devia fazer", confirmou, à Caganita, o médium britânico.

terça-feira, abril 17, 2012

zero inteligência


Quando eu era puto e ouvia os Xutos e Pontapés, o Tim (o vocalista) era um gajo magro e, mal ou bem, ia cantando músicas que tentavam falar dum mundo que é injusto nos seus modelos social e económico. Era o caso de músicas como "Remar Remar", "Na América" ou "Barcos Gregos". Com o tempo, e não foi preciso muito, os Xutos e Pontapés foram-se transformando numa banda patética e o Tim engordando. Foi este Tim barrigudo, e por isso com um umbigo maior do que sempre, que escreveu a letra do hino da Acção "Zero Desperdício".



Eu não sei o teu nome, mas sei que te posso ajudar
Sei que andas a passar fome, mesmo andando a trabalhar
Porque eu não aproveito ao almoço e ao jantar
A ti, nada dá jeito. Temos de nos encontrar


E acordar, e acordar, e acordar...


Vês a grande superfície, parece uma mar de abundância
Mas para ti nada existe, é um sonho à distância
As coisas que jogam fora ainda dentro da validade
Davam para ir até à lua e ainda sobrava metade
Tu abraça esta ideia, temos todos de ajudar
Vamos criar uma cadeia
Temos que dar as mãos e ajudar


E acordar, e acordar, e acordar...


Ora bem vistas as coisas, temo de aproveitar
O que sobra aqui ao lado, noutro está sempre a faltar
Temos que dar as mãos e ajudar


E acordar, e acordar, e acordar...

Com o Tim, outros palermas do nosso pitoresco star system português, aceitaram participar na música mais fascista que este país já viu nascer. A saber: Ana Bacalhau, Anabela, Anjos, António Pinto Basto, Adriana, Ana Sofia Varela, Armando Teixeira, Boss AC, Camané, Carlos Mendes, Chullage, Cristina Branco, Cuca Roseta, Fernando Cunha, Fernando Girão, Fernando Tordo, Gomo, Janita Salomé, João Pedro Pais, Jorge Palma, João Gil, Kátia Guerreiro, Lara Li, Lúcia Moniz, Luís Represas, Luísa Sobral, Manuel João Vieira, Mafalda Veiga, Miguel Gameiro, Miguel Pité, Nuno Norte, Olavo Bilac, Paula Teixeira, Paulo de Carvalho, Pedro Laginha, Pedro Puppe, Ricardo Quintas, Ricardo Ribeiro, Rita Guerra, Roberto Leal, Rui Veloso, Salvador Taborda, Sara Tavares, Sérgio Godinho, Susana Félix, Tiago Bettencourt, Tim, Tito Paris, Vitorino, Zé Manel.
Se é  verdade que por alguns nunca dei nada, admito a enorme desilusão por ver nomes como o da Ana Bacalhau, Boss Ac, Chullage, Jorge Palma, Fernando Tordo ou Sérgio Godinho, porque esta música, muito antes de ser contra a pobreza, é assumidamente pela sua manutenção. Não faz mal que 99% da população mundial seja roubada por 1%, desde que os mais pobres possam comer restos dos que ainda têm dinheiro para ir ao restaurante. Estes músicos palermas todos juntos, tornaram-se numa espécie de reunião das Nações Unidas para turista ver, ou seja, naquela espécie de gajos que se reúnem de vez em quando em hotéis de cinco estrelas a comer durante vários dias tudo do melhor que há, sempre a preços muito acima do mercado, para depois decidirem quanta farinha é que vão dar aos seu queridos pobrezinhos.
A especulação financeira e o roubo legalizado atingiram o cúmulo este ano, provocando miséria e fome um pouco por todo o mundo. O sistema de produção capitalista faz com que os Estados mantenham uma taxa de desemprego cada vez mais alta, para que assim o valor do trabalho desça e os grandes grupos capitalistas possam pagar cada vez menos aos trabalhadores. Os bancos, entretanto, tornaram-se numa espécie de ralo da banheira dos países. Sugam tudo porque, pelo menos teoricamente, não podem ir à falência, e o dinheiro todo dos nossos impostos vai direito para filhos da puta que nunca fizeram um corno na vida. O que é os nossos músicos de intervenção propõem? Aproveitar os restos dos restaurantes para dar às vítimas desta enorme injustiça. Vão-se foder!

domingo, março 25, 2012

polícia espanca jornalista

A Caganita teve acesso exclusivo a imagens captadas numa esquadra da PSP na margem sul onde, alegadamente o mesmo parvalhão polícia que agrediu uma fotojornalista na greve geral de 22 de Março, se vinga noutro suspeito de ser jornalista. Pedimos imensa desculpa pela má qualidade das imagens, mas as mesmas foram captadas por uma câmara secreta em forma de Hello Kitty, escondida no bolso duma camisa de um outro polícia. O som também não é o melhor, mas por isso mesmo é que pusemos legendas.
São imagens de extrema violência, por isso aconselhamos os leitores com mais de dezoito anos (aqueles que já não têm paciência para estas brincadeiras parvas) a fazerem uma busca no youtube do género "sexo com vaginas grandes e pau de vassoura".Sempre é capaz de ser mais interessante. Os outros, menores de idade, estejam à vontade.

sexta-feira, março 02, 2012

os portugueses não sabem poupar


O problema de Portugal não é da crise, é dos portugueses, que gastam sempre mais do aquilo que têm. Não sabem poupar, só sabem gastar e viver à grande. Essa é que é essa. Ninguém sabe o que o dinheiro custa a ganhar porque já ninguém quer trabalhar a sujar as mãos. Isto precisava era dum Salazar. Ou dois, a ver se o pessoal atinava.
Exemplos não faltam. Podia falar aqui dum tipo que conheci hoje, que anda a pagar um carro desportivo ao banco e depois não tem dinheiro para comer, mas a verdade é que ainda há pior. Há muito por aí quem gaste o dinheiro todo em comida e depois não tem dinheiro para medicamentos. Ou vice-versa, claro.
Por isso mesmo é que eu hoje não fui capaz de me controlar. Vi um gajo a pedir na baixa da cidade, de mão estendida, a dizer que tinha fome. Mas uns minutos antes eu tinha-o visto a gastar balúrdios de dinheiro na farmácia. Para que é que ele comprou tantos medicamentos se nem dinheiro para comer tem? Isto precisava era dum Salazar. Só lhe disse isto: "Andas a esbanjar com uma mão e a pedir com a outra".
É como o meu vizinho de cima, que ontem estava a dizer na reunião de condomínio que não tem dinheiro para pagar as prestações da casa. Atirei-lhe logo à cara que me farto de o ver chegar a casa com sacos e sacos de pão e leite. Aquilo é quase todos os dias uns dois pães e um litro de leite. A esbanjar assim dinheiro, é claro que não pode pagar a casa. Burro! Poupasse. Até para a filha dele, que tem dez anos mas já  parece ter pelo menos doze, ele compra leite. Não se sabe governar.
O nosso presidente é que tem razão. A ver se ele, apesar de ter uma reforma pequena, não vive bem. Claro que vive. É poupadinho. Sei eu de fonte segura que ele poupou alguns milhares de euros no BPN. Ele e outros amigos dele, também poupadinhos e bem vestidinhos. Ainda eram novos e, mal começaram a trabalhar, começaram a poupar. O Dias Loureiro e o Duarte Lima, por exemplo. Homens trabalhadores e não desses que usam brinquinhos e só querem é beber, comer e tomar medicamentos.
Qual crise, qual quê! Vejam mas é se apanham juízo e poupem enquanto podem. Nunca leram a história da cigarra e da formiga?! Ah! Pois é. Agora, pessoal a esbanjar tudo o que ganha em caixas de Prozac, pão de mistura e leite do Continente é que não pode ser. Quem vos avisa, vosso amigo é. Se não fosse eu...

terça-feira, fevereiro 28, 2012

Vaticano recusa novos crentes

O Papa Bento XVI pediu hoje, em comunicado oficial do Vaticano, a todas a pessoas do mundo que deixem de aderir à fé católica. "Deus, às tantas, até nem existe. E se existir há outras religiões no mundo muito mais giras, como por exemplo o hinduísmo, que até tem alguns bonecos às cores nos seus templos", disse o Papa em tom desesperado.
Ao que a Caganita apurou, o comunicado surge na sequência do ataque de algumas idosas ao pároco local de  Campobasso , no centro de Itália, após terem ingerido hóstias alucinogénicas. O pároco chegou mesmo a ser confundido com o demónio a agredido pelos populares. Ao saber disto, milhões de pessoas por todo o mundo têm-se convertido à fé cristã mas querem ir à missa apenas naquela localidade.
Entrevistámos um desses novos cristãos mesmo em frente à igreja de Campobasso, oriundo da Jamaica, com 23 anos e dando pelo nome de Tásse Bem. Informou-nos que foi informado que ali "estavam a distribuir drogas duras gratuitamente se se inscrevesse numa cena qualquer muito baril". O Vaticano informa agora que Campobasso não tem capacidade para receber mais drogados e marados da cabeça.
Entre os novos crentes, a Caganita encontrou ainda o ex-futebolista argentino Diego Maradona e milhares de fãs da Amy Winehouse.

quarta-feira, janeiro 11, 2012

correria às lojas de tatuagens

As lojas de tatuagens abertas em Portugal nunca tiveram tanta clientela. Milhares de homens decidiram repentinamente fazer duas tatuagens no pénis, depois da notícia de que uma tatuagem teria dado semi-erecção permanente a um iraniano. "Se uma tatuagem dá meia erecção, duas tatuagens dão a erecção total", disse à Caganita um dos muitos homens que esta madrugada já faziam fila no Porto para tentar ser atendido ainda durante o dia de hoje. "Vou fazer um dragão e uma gaja boa", concluiu o mesmo.
Em Lisboa, em frente a uma das mais famosas lojas de tatuagens da capital, também já se amontoavam alguns homens, principalmente membros da claque benfiquista No Name Boys. Não estavam em fila porque, segundo nos explicou o líder, ainda estavam a fazer contas para saber quantas tatuagens é que serão realmente precisas para conseguir a erecção total. "Meia mais meia quanto é que é?" Perguntou à Caganita um grupo de adeptos daquele clube. "Ainda ontem abri uma laranja em três metades", disse um deles, sugerindo que seriam precisas três tatuagens.

quarta-feira, janeiro 04, 2012

nem mais um bebé nu em Israel



Os mesmos judeus ortodoxos israelitas que insultaram Naama Margolese, uma menina de oito anos, por se vestir de forma imoral (ver notícia no JN) estão agora a fazer um abaixo assinado para que os bebés israelitas já nasçam com roupa.
Um grupo de líderes religiosos, todos eles vestidos a rigor, percorreram ontem as ruas de Telavive a arranjar assinaturas para a sua iniciativa chamada "Nem mais um bebé nu em Israel". Um dos Rabis, entrevistado pela Caganita, quer mesmo que os bebés já nasçam de fato preto, chapéu, e muito cabelo junto às orelhas.
Para demonstrarem a sua ira perante o que consideram ser um atentado à moralidade e aos bons costumes, alguns deles queimaram mesmo centenas de embalagens com Cerelac e fraldas Dodot por estas terem bebés semi-nus. 
O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, já afirmou que caso o abaixo assinado represente a maioria dos cidadãos israelitas, e porque Israel é um país democrático, o governo poderá estabelecer um contrato com a Fabbi Lucci para o fornecimento de pequenas burkas que a mãe terá que colocar junto à vagina na altura precisa do nascimento, o que poderá resultar dado que os bebés nascem normalmente de cabeça. "No caso das cesarianas é mais complicado, pois o médico terá que ver a criança nua num determinado momento da operação. Temos que testar a ver se resulta as mães engolirem a burka antes do nascimento", disse.