domingo, março 13, 2011

Governo alarga Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral

Dada a inexistência total de dentistas nos hospitais públicos portugueses, o Governo apresentou ontem o programa que visa alargar a toda a população o actual Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral, também conhecido por cheque-dentista. Lembramos que esse programa, que passa pela entrega de cheques que podem ser utilizados em diversas clínicas privadas, abrange apenas grávidas seguidas no Serviço Nacional de Saúde (SNS), beneficiários do complemento solidário para idosos utentes do SNS, e crianças e jovens com idade inferior a 16 anos.
José Sócrates, acompanhado pela Ministra da Saúde, explicou ontem como é que aqueles que até agora não eram abrangidos por este programa o podem passar a ser. "É fácil. Basta juntarem tampinhas de plástico de copos de iogurte, garrafinhas de água, garrafas de óleo ou detergentes e trocá-las directamente pelo cheque num armazém que o Governo disponibilizará brevemente para o efeito", disse o primeiro-ministro.
A Caganita soube ainda que a quinhentos quilos de tampas corresponderá o tratamento duma cárie dentária, trezentos quilos serão suficientes para arrancar um dente e, por exemplo, para a colocação de uma prótese em cerâmica serão necessárias duas toneladas.

Sem comentários: