quarta-feira, setembro 01, 2010

Queiroz acusado por crimes contra a humanidade

A Federação Portuguesa de Futebol vai acusar Carlos Queiroz por crimes contra a Humanidade, a propósito da recente celeuma que envolve o treinador, a Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP) e alguns membros da própria Federação. Recorde-se que a ADoP decidiu suspender o seleccionador por causa da sua reacção ao controle realizado no estágio que a selecção fez na Covilhã, em que este terá perguntado "Por que é que estes gajos não vão fazer um controlo para a cona da mãe do Luís Horta?".
Queiroz justifica-se dizendo que tem suspeitas reais que a cona da mãe do Luis Horta estava dopada na altura e que a ADoP apenas tentar desviar as atenções. Por seu lado, Gilberto Madaíl insiste que a acusação de Crimes contra a Humanidade se justifica até porque conhece alguns humanos bastante chateados com a situação, incluindo ele mesmo e até os seus próprios filhos "que também são humanos", sublinha. [mais no Público]

2 comentários:

Malena disse...

Ai o Madaíl é humano? Eu julgava que era alcoólico! ;)

bagaco amarelo disse...

malena, lá está... para se ser alcoólico antes tem que se ser... humano. :)