sábado, janeiro 30, 2010

referendo já...

Quero dizer que fui um apoiante da iniciativa do PSD e do CDS de fazer um referendo sobre o casamento homossexual. Primeiro porque gosto de referendos sobre seja o que for, segundo porque acho que os portugueses deviam poder emitir opinião sobre o futuro das suas finanças. É que isto, se um gajo já não ganha que chegue para os casamentos heterossexuais a que tem de ir, imaginem agora quando começar tudo a casar. Mas pronto... esses esquerdalhos quiseram aprovar directamente os casamentos gays e nós, gente normal e honesta, agora tem que levar com isso a vida toda.
No entanto, o que me traz hoje aqui é a ideia de pegar na ideia do referendo para os festejos dos golos nos jogos de futebol. É que ainda há bocado estava ver o Benfica a jogar na televisão e de repente, após um golo do Aimar, os jogadores deitaram-se todos na relva uns sobre os outros aos abraços, apalpões e sabe-se lá que mais, que isto a televisão não mostra tudo. Eu até pus a mão à frente dos olhos dumas crianças que estavam ao meu lado.
Eu não quero estar aqui a acusar ninguém, que acredito muito que os jogadores do Benfica também são todos normais. Aliás, se não fossem não jogavam futebol. Toda a gente sabe que a única coisa que os homossexuais jogam é badminton. Só que... pá... aquela pouca vergonha não pode ser. Para mim, sempre que houver um golo num jogo de futebol, os jogadores devem festejá-lo com pelo menos um metro e meio de distância uns dos outros, sempre com as mãos bem à vista que é para não haver marotices. Senão... cartão vermelho para todos...
E já sabem, nem precisam de me agradecer a ideia. Se não fosse eu...

2 comentários:

Olga disse...

Epa esses jogadores do Benfica...não sei não...
Eles até tinham um equipamento cor de rosa...
Pelo sim, pelo não é melhor porem todos as mãozinhas no ar. ;)

bagaco amarelo disse...

olga, o problema é que não são só as mãos... :)