sexta-feira, janeiro 15, 2010

portugal no guiness

Mais um grande feito deste país. Mais nada. Um português, Pedro Matias de 27 anos, bateu o recorde do Mundo de escrita de mensagens de texto num telemóvel e entrou para o Guiness Book. Ontem estava uma amiga minha, professora, a dizer que anda muito preocupada com o nível do ensino da língua portuguesa na escola e eu respondo-lhe com esta. Mais nada. Vê-se logo que a culpa de tudo o que está mal neste país é dos professores, esses gajos que não fazem mais nada senão dizer mal dos outros. É claro que o pessoal dá erros, mas esses erros têm um grande objectivo nacional: escrever depressa. Já o meu avô dizia que a pressa é inimiga da perfeição, mas a verdade é que o meu avô nunca teve telemóvel. Hoje em dia, o que se quer com a sociedade de informação é rapidez e velocidade. Não é demora, carago. A prof até pode escrever bem, sim senhor, mas de que é que lhe vale isso se está para aí dois minutos a escrever um sms ao marido a dizer que vai chegar atrasada? Viva o Pedro Matias, viva Portugal.

Sem comentários: